Quem sou eu

Minha foto
Prefiro ser essa METÁFORA ambulante.

segunda-feira, 15 de outubro de 2012

O brilho do (seu) sol.

Estamos todos correndo em buscar da felicidade e paz interior. Mas, do que realmente adianta essa correria se não paramos pra viver? Para sentir as coisas simples da vida e desfrutar de tudo o que já temos... Hum... Estamos vivendo esse momento de "inquietude" e não estamos sozinhos nessa.

Tempo! Eita palavrinha danada... O que você faz de seu tempo? O que você tem feito está lhe fazendo feliz? Ficamos extremamente felizes quando vemos alguém realizado e feliz com o que faz de seu tempo, da sua vida.

Porém, ficar parado esperando as coisas se acomodarem não dá! No entanto, sofremos de um mal que descobrimos que é bem comum: ansiedade! Aaaaahhh maldiiiita!! Rsrsrsrs... Nos afastando da paz que tanto almejamos devido a ela.

Uma pessoa muito querida por nós nos alertou quanto a isto! Já sabíamos de tal mal, mas não tínhamos parado para refletir sobre o tamanho das consequências disso. É... Apenas machuca e muito. Afastamos coisas e pessoas que realmente são importantes para a cabeça pensante e coração inquieto. No entanto, graças a essa pessoa paramos para pensar com carinho em tudo que estamos passando. Pessoa esta que conseguiu nos acalmar, mesmo que "soltando os cachorros" em cima de nós... E merecíamos!!!! Às vezes só assim para a gente acordar para algum problema, né? Agradecemos de coração!

Mais uma verdade foi comprovada pela cabeça pensante e coração inquieto... Agora acreditamos no que dizem: quando o coração está bem e você está bem consigo mesmo(a), a energia que você emana é maravilhosa e só atrai coisas boas. O bom humor e a leveza nos foram devolvidos por esta pessoa querida. E que ela acredite: a reciprocidade é grande! Para fazer feliz a quem gostamos nós temos tempo (assunto tratado no início dessa postagem - falando mesmo da cabeça pensante e coração inquieto), ansiedade também temos, mas fomos alertados que isso é altamente prejudicial e, de verdade, não queremos mais viver esse mal. Nããããooo meeesmo! E acreditem: o que dizemos aqui é altamente posto em prática!

Afff... Cabeça pensante e coração inquieto estão com os dedos frenéticos (minha pessoa querida que o diga rsrsrs) e a mistura de "temas" foi grande. Mas, vamos parando por aqui e de hoje em diante... Valorizando o tempo e sem ansiedade.

sábado, 7 de julho de 2012

Um dia faz muita diferença.

Cabeça pensante e coração inquieto estão muito felizes! Realmente não há maneira melhor para acomodar os sentimentos do que um dia após o outro.

Fizemos mais uma descoberta! E que deliciosa descoberta... A amizade verdadeira entre um homem e uma mulher! Daquelas que você sente o querer bem (e é demonstrado isso), onde há a troca de olhar, na qual você entende o que aquela pessoa está lhe dizendo (e sabe que é verdadeiro), o gostar de estar perto, o carinho, as palavras (conversas) que lhe abrem os olhos para a realidade, risos? Muuuuitos risos. E o mais importante: confiança e lealdade. Que amizade gostosa nos foi ofertada! A.M.I.Z.A.D.E!!!

É por isso que dizem... Não feche a porta para a alegria e se atentem para o menor sinal dela. A alegria bateu em nossa porta há algum tempo, na época não demos muito valor e ficamos até com receio de deixar ela entrar. Até que decidimos permitir sua presença. Que sábia decisão a nossa!! Um ser encantador agora faz parte de nossas vidas! De um conjunto que nos fez pensar no quanto somos felizes, pelo que somos e temos!

Meu querido... Você nos encheu o peito de alegria e paz! Nos fez sentir o quanto somos, de fato, especiais. Que tudo é muito simples e possível (e todos sabem que amamos a simplicidade)! Somos muito gratos a você! Acredite, como já lhe dissemos, você mudou a nossa história! Que sua energia continue nos contagiando, pois ela será sempre muito bem vinda!!!!

* A recíproca é mais do que verdadeira.

terça-feira, 26 de junho de 2012

Diálogo (monólogo).

Cabeça pensante e coração inquieto estão com os dedos muito frenéticos! Já conversamos bastante... E estamos tentando entrar em comum acordo. Coração inquieto se sente vazio... Cabeça pensante o chama de tolo... Os dedos frenéticos querem se intrometer e aqui a faz!

Sabemos que ainda temos muito o que aprender, mas estamos cansados das lições que a vida tem nos dado... Pra quê tanta decepção? Será que não dá pra ter um intervalo maior entre uma e outra, já que elas são necessárias? De uma coisa temos certeza e sempre nos foi alertado: coração inquieto você é mesmo um tolo! Enquanto a cabeça pensante estava "no comando"... O corpo (sim existe um corpo, uma alma) estava até caminhando bem... Foi só sua presença ser solicitada (maldita e inútil solicitação...) que a decepção nos impregnou de lágrimas.

A discussão continua... Cabeça pensante está com uma tremenda raiva do tolo coração inquieto. Mas, dúvidas pairam entre todos: será que ainda devemos acreditar nas pessoas? Será que ainda devemos investir no amor? Quando o coração inquieto deve mesmo se entregar? Ou não deve?

A cada pessoa que passa em nossas vidas... Mais aprendizado vamos adquirindo! Pena que estamos repletos de negativas cargas... A dor é imensa, no entanto já superamos situações muito piores. De uma coisa nós temos certeza: a vida está nos aproximando cada dia mais daquele que irá entender, aceitar, amar, ajudar e cuidar da cabeça pensante e coração inquieto... Com todo prazer, diversão, sorrisos grátis, lágrimas (de alegria e tristeza tb), amor de verdade, que seja maduro o suficiente para não nos fazer perder o encanto e não desista quando os obstáculos surgirem. E, claro, será retribuído da mesma forma!

Cabeça pensante e coração inquieto hoje podem afirmar: estamos decepcionados e desencantados!


*Continue a nadar...

domingo, 3 de junho de 2012

Passado presente: a escrita e a fala nos pertence.

Gostamos de escrever, isso todo mundo sabe. Porém, não é todo mundo que aceita. Não sabíamos o quanto nós tínhamos essa paixão pela escrita, até uma pessoa especial em nossas vidas nos chamar a atenção para isto. É um dom? Não cremos. Nos sentimos bem em dizer o que pensamos sem medo das interpretações (como já citamos em outra postagem). Para quê medo? Medo de nos expôr? Escrevendo ou não as pessoas fazem seus julgamentos, então pouco importa o que daqui será absorvido, nossa consciência é nosso guia e o que nos deixa em paz.

É muito gostoso ver as pessoas se identificando com nossos pensamentos e discordando também. É onde surgem as discussões, os diálogos, as trocas de ideias e nós adoramos isso! É muito bom debater o que se pensa, sem ofender o outro, claro. É até regra para uma boa convivência: conversar dizendo o que se pensa, o que está sentindo, sem meeeedo do que será interpretado e sem querer machucar o outro. Caso machuque... Conversa-se novamente! É muito simples. Ficar calado aceitando tudo é que não faz bem para ninguém!!


Sentimos prazer em escrever e descobrimos como é bom conversar, trocar ideias numa boa sem medo. Acreditamos que não devemos conversar apenas quando há um problema a se 'dissolver", mas sim no dia-a-dia. É fundamental! Como saber o que a pessoa está sentindo, como está se sentindo, se você não conversa com ela? O Silêncio muitas vezes é pertinente e até gostoso. Porém, se você vive no silêncio... Isso é mortal!

terça-feira, 15 de maio de 2012

Inspiração.

A vida nos ensina muitas coisas... Cabe a nós absorver o que é bom e aprender com o que achamos que foi ruim. Temos nos divertido muito com a vida ultimamente, aprendendo 'lições', descobrindo novos e loucos sentimentos, analisando quem e o que merece fazer parte de nossa vida. E... Amamos as loucuras da vida e que só nós compreendemos (ou não)!!!!

O que dizer quando desejamos o bem de quem um dia possa ter nos causado um mal? Nada de religiosidade por aqui, por favor! E sim, nós desejamos de coração inquieto aberto e verdadeiro. Hahahahah... Já falamos sobre isso em outra postagem. Algumas pessoas nos acham tolos... É como dissemos ali no começo, "só nós compreendemos". Gostamos de ver o sorriso estampado, a paz e a felicidade alheia.

Chegamos a pensar que tínhamos perdido a inspiração para escrever aqui, no entanto apenas passamos por um momento de quietude e reflexão. É sempre muito bom escrever e não desejamos parar. Agradando o leitor ou não! Cabe a cada um fazer sua interpretação do que aqui está escrito. Ah! Não estamos aqui nos manifestando para simplesmente agradar.

Nosso mundo permanecerá colorido, só que agora numa perspectiva diferente. Aprendemos! Agora colocamos, novamente, em prática aquilo que adoramos fazer: observar e analisar. Estamos cautelosos. Conversando com um amigo... A cabeça pensante ganhou do coração inquieto e agora os dois estão em comum acordo: manter por perto aqueles que desejam nosso bem! Demos início a mais um capítulo em nossa história!


"... E eu que já fui uma brasa, se me assoprarem posso acender de novo..." (Adoniran Barbosa e Marcos César)

sexta-feira, 11 de maio de 2012

Rodopios da vida.

A vida sempre nos mostra novos caminhos, portas abertas e até mesmo as fechadas que devemos nos arriscar a abrir. Não tenha medo dos novos horizontes... Encare e desbrave! Encare de frente, se precisar recue, porém não desista.


Muita coisa mudou e para melhor em nossas vidas. Paramos, novamente, para pensar e vimos o quanto a vida tem sido generosa conosco. Mais proximidade com a família, novos amigos, novo trabalho, um amor lindo em nosso coração, desafios empolgantes, reconhecimento. São assustadoras algumas mudanças, porém temos nos adaptado muito bem. E estamos em paz!


Estamos, também, felizes ao ver e saber que pessoas que conviviam conosco, mas que hoje não fazem mais parte de nossas vidas, por diversos motivos, estão encontrando o caminho para a felicidade e cremos que para a paz. O coração inquieto fica em festa! Repetimos: viva e deixe viver! Faça o bem sem olhar a quem!



*Sorriso sempre estampado.

quarta-feira, 18 de abril de 2012

Anjo (meu).

Cabeça pensante e coração inquieto andaram caladinhos por um tempo... Necessário! Continuamos vivenciando fortes e belas emoções. Ô coisa gostosa é essa chamada vida. Estamos cada dia mais encantados com a simplicidade que ela tem nos ofertado. Hoje paramos para refletir sobre tudo que já vivemos e as novidades que estamos "encarando"... Como somos felizes!!!


Cansamos, de verdade, de viver com pessoas complicadas. Claro que delas não iremos "escapar"... Rsrsrsrs... A sociedade está caminhando com a complicação na mente e, principalmente, no coração. Porém, nós convivemos com pessoas que não desejam nosso mal e sim nossa alegria e tranquilidade com sorrisos constantes.


Uma pessoa especial entrou em nossa vida e a presença dela desejamos que seja até quando nossa singela vida durar. A simplicidade que almejamos essa pessoa tem nos apresentado, da forma mais gostosa e tranquila possível. Só temos a agradecer... Como a mesma nos disse, nós repetimos... Como tivemos sorte em encontrar você! É, de fato, nosso anjo... Explicamos: anjo, pois nos encontrou em um momento de desgosto pela vida (apesar da vontade de sermos felizes), de perturbações constantes, de sorrisos apenas faciais... E nosso anjo nos devolveu o gosto pela vida, nos ofertou a simplicidade como almejamos, nosso sorriso constante e de alma. Estamos muuuuuito felizes!!!



Que a nossa felicidade contagie todos vocês!!!

quinta-feira, 5 de abril de 2012

Vamos ajudar!!!!!!


Galera esse evento será beneficente para nosso amigo Bruno Lins, a renda recadada será para ajudar em sua recuperação, esperamos a presença de todos, os ingressos estão a venda no Viva Alagoas e com Filipe MendesVitor PiArtur FinizolaPeixe Dias Peixe DiasSilvio Nolasco,Anderson Olho Santos e Mestre Claudio.

domingo, 1 de abril de 2012

Pequenos e preciosos detalhes.


Cabeça pensante e coração inquieto estão se tornando cada vez mais observadores dos pequenos e brilhantes detalhes que a vida tem a nos oferecer. Estamos nos descobrindo cada dia mais fortes e ousados! A vida é linda e desistimos de deixar a tristeza entrar e permanecer ao nosso lado. Agradecemos todos os dias por termos em nossa vida pessoas que nos fazem ver o quanto a vida deve ser vivida sem muitos medos (importante, mas sem exagero). Nós éramos muito medrosos! Paramos de nos preocupar em excesso com determinadas atitudes ou a falta delas.


Pessoas saíram de nossas vidas... Algumas voltaram... Outras entraram... Esse "ciclo" é muito bom, se pararmos pra pensar no que cada um nos transmite e deixa como "herança". Não é um simples clichê dizer que você deve sempre olhar o lado positivo. Observe sempre o que determinada situação, convivência lhe acrescentou (de bom).


Cabeça pensante e coração inquieto conheceram muuuuuuitas pessoas nesses últimos 9 meses (nossa uma gestação e tanto). Pessoas engraçadas, tristes, companheiras, estressadas... De tudo um pouco e cada uma tem o espaço que merece em nossa vida! Uma em especial nos encantou bastante com os gostos (e atividade rsrsrs) semelhantes ao nosso, por ser divertida, de um coração lindo e um amor de pessoa. São essas que nos fazem lembrar que quando você age com o coração, o retorno é belo e de saborosos frutos. Pessoas assim nunca são demais em nossas vidas!


*Passamos a nos entender com a cor laranja... Mudança boa e de coração aberto! Pequenos detalhes que fizeram (fazem) diferença.

domingo, 18 de março de 2012

(Re)descobrindo nosso ser.

Estamos altamente frenéticos... Um querido amigo nos contaminou com sua energia e euforia! Já estávamos elétricos... Depois de uma pequena, mas satisfatória troca de ideias com ele, passamos o dia tooooodo com a cabeça (pensante) a mil por hora! Como é bom ter pessoas assim em nossas vidas!!! Pessoas que nos fazem refletir, que nos potencializa, que põe fé naquilo que fazemos e, o melhor, naquilo que somos!

As ideias são tantas, os sentimentos maiores ainda, que não estamos conseguindo expor aqui exatamente o que estamos querendo dizer (caso as ideias percam suas conexões é o frenesí)! Às vezes ficamos pensando que se a gente ingerisse bebidas alcoólicas ou usasse qualquer tipo de coisa aí (rsrsrsrs) que nos deixasse mais inquietos e pensantes do que já somos... Nós sairíamos num "tapa verbal" (bom e gostoso) com algumas pessoas e em especial com esse nosso amigo, acima citado. Ainda somos muito quietos dentro de nossa inquietude.

Graças a pessoas especiais (re)descobrimos a nossa paixão pela escrita, pelo dizer o que pensamos e sentimos, sem medo de exposição! Temos muito a agradecer!!! Hoje paramos para reler toooodas as nossas postagens aqui no blog... Rimos e choramos de verdade! Como é bom ter vivido tudo o que vivemos! Como é booommm continuar vivendo novas experiências e sentimentos. Não nos arrependemos de nada! Nada!

Acreditamos fielmente em tudo que escrevemos! Os sentimentos aqui expostos não mudaram em sua essência, o foco sim. No entanto, houve uma potencialização do nosso ser, dos sentimentos, o fortalecimento do que sempre foi verdadeiro!

Não estamos com medo de arriscar, de termos novas experiências, de fazermos novas amizades, de ousar! Pequenos passos se tornam grandes para quem não tinha segurança ao caminhar. Estamos felizes demais por nossas conquistas internas!

Gostaríamos de agradecer a participação de cada um em nosso crescimento, mas para não cometer a injustiça de não citar alguns nomes, NÃO CITAREMOS NENHUM! Quem participou, de fato, sabe! Mas, queremos agradecer a um amigo em especial... Amigo que acompanhou nosso sofrimento, que nos fez chorar e sorrir nos expondo algumas verdades, que nos mostrou que existe um mundo pela frente nos aguardando, que nos fez acreditar ainda mais em nosso potencial, que nos tornou mais fortes, decididos, ousados e por que não dizer felizes? Sim, estamos muito felizes!!! Nós te amamos de um jeito que só a gente entende (nós e você). Obrigado(a) por fazer parte de nossas vidas! Que nossa amizade continue assim: com admiração, amor e respeito (como sempre foi)! Ah! Desculpem, mas prometemos acima não citar nomes!

Eita... Não estamos conseguindo parar de escrever, a coisa tá séria, a euforia está enorme!!! Porém, precisamos parar... Queremos guardar as demais ideias para novas postagens!

Então, caros leitores... Continuem a nadar e sejam felizes!

sexta-feira, 16 de março de 2012

Escolha: faça a sua!

As pessoas não entram em nossa vida por acaso... Frase bastante conhecida. Cabeça pensante e coração inquieto acreditam muito nela e estamos muito felizes ao refletirmos sobre a mesma. Ninguém... Dissemos ninguém entrou em nossas vidas sem nos deixar algo positivo! Coração inquieto também coopera... Hehehehe... Não conseguimos ter raiva por muito tempo e muito menos guardar mágoas. Vamos ao clichê: a vida é tão curta para perdermos tempo sendo tristes! Estamos felizes! Redescobrimos a felicidade... É que a danada às vezes dá vez a tristeza e a gente tem que lembrar qual o lugar certo (em nossas vidas) de cada uma. Ah! Permita a presença da tristeza (necessária, às vezes), mas não por muito tempo.

Chega de pensamentos negativos! A vida é sim muito simples e a maioria de nós a complica bastante! Credo! Alguns nos julgam ingênuos e mais cruelmente masoquistas. Acreditamos que somos apenas felizes por não querermos ver a maldade do mundo ou quando sentimos e sofremos... Depois... Bem... E depois...? E depois...? Ah! Sorrimos! A vida é assim! Capííítulos cheios de parágrafos e quem escreve somos nós! Nos orgulhamos de nossa história e a danada está apenas começando! Sim... Começando!


*O (meu) mundo colorido devolveu a paz ao meu coração!

sábado, 10 de março de 2012

A força das palavras.


Nesses últimos meses estamos sentindo a força que as palavras possuem. É uma força assustadora e encantadora ao mesmo tempo! Palavras modificam pensamentos, contextos, nos dão ideias, nos emocionam, nos fortalecem, nos machucam, nos dão fé, nos entristecem, nos fazem abrir um largo sorriso... Pena que nem todo mundo sabe usá-las corretamente. O que estamos querendo dizer com corretamente? É que muitos aproveitam o dom da palavra para ludibriar (achamos essa palavra tão bonita, mas que infeliz significado), não estamos aqui falando em gramática. Admiro quem tem o dom da palavra e a utiliza para fazer os outros mais felizes. Cabeça pensante e coração inquieto são apenas iniciantes nessa bela arte de escrever e dialogar abertamente. Sempre tivemos medo de pronunciar muitas (ou algumas) palavras, pelo simples fato de não querermos nos deixar em evidência (medo de exposição - que interessante, heim?!). Escrever agora é nosso... Dom? Hum... Não, apenas gostamos bastante. Falar... Ainda temos muito o que aprender. Falar exige um esforço maior para a gente, o cara a cara ainda assusta e cremos que para alguns a melhor resposta seja nosso silêncio (falado para quem sabe ler nosso olhar e, realmente, nos conhece). Mas, a comunicação é fundamental! A sinceridade! O "jogo" aberto! Não agir com má fé, não fazer o outro perder a fé, não usar as palavras para entregar um mundo para alguém e depois com palavras ásperas e injustas "roubar-lhes" o que foi ofertado aparentemente de bom grado. 


Cabeça pensante e coração inquieto são de uma teimosia incrível e não perdemos a fé nas pessoas, no discurso de algumas devido ao conflito que geram, sim. Como diz Vitor Pi em sua música "Versos Negros"... "Palavras têm força demais, mudam até de sentido. Se transportadas para outro contexto adquirem negativas cargas...". Então, vamos utilizar as palavras com mais clareza, mais amabilidade, menos engodo. Que fique claro: cabeça pensante e coração inquieto gostam e utilizam metáforas, não mentiras! Verdades devem ser ditas quando necessário for, assumidas também, com elegância, maturidade, com a intenção de ajudar a quem não enxerga a verdade ou não a admite e sai machucando quem está ao seu redor disparando palavras ríspidas e injustas. Cabeça pensante e coração inquieto não tem maldade e só querem usar as palavras para proporcionar felicidade e bem estar ao próximo. 


"Responder a uma ofensa com palavras más, é o mesmo que querer limpar alguma coisa suja com lama". (Juan Luis Vives) - Elegância meus caros leitores... Elegância.

domingo, 26 de fevereiro de 2012

Mais uma indicação.


Mais um filme que indicamos... "O Artista" de Michel Hazanavicius. Um belíssimo filme francês que conta a história de um ator de cinema mudo que está perdendo seu espaço para o cinema falado e seus novos atores. A história acontece entre os anos de 1927 e 1932 e é uma comédia romântica muito bem escrita.

É "contado" com requintes de detalhes fazendo com que o filme pareça ser devagar... Heheheheh... Mas, é muito envolvente! E o final... Aaahhh... Perfeeeeeeeeeeeeeito!!!!!! Super vale a pena conferir!!!

sexta-feira, 24 de fevereiro de 2012

24 de fevereiro de 1982.

Precisamos escrever... Hoje é (?) uma data especial. Dia no qual a cabeça pensante e o coração inquieto completam mais 1 ano de vida (30 translações...). Estamos altamente inquietos, frenéticos. Amamos escrever (nenhuma novidade). Ficamos felizes com os comentários elogiosos de quem nos "saboreia". Porém, hoje apesar da data ser um motivo comemorativo estamos sentindo há um bom tempo uma nuvenzinha negra (fia da xinforíncula) nos rondando e não estamos em clima de comemoração.

Nem sempre o que escrevemos agrada (a nós ou aos leitores). Mas, se não escrevermos a cabeça pira. O clima está tão... não gosto de citar cores, mas como não sou fã da cor laranja irei utilizá-la para melhor explicar... Bom... O clima vem se mostrando bastante laranja pro nosso lado. Sabemos que é só mais um capítulo, que nem todos são como a gente gostaria e que novos capítulos serão escritos. No entanto, enquanto o novo não chega... A gente vai 'apenas' sobrevivendo no atual.

O que seria da cabeça pensante e coração inquieto sem os amigos? Já estaríamos morando em algum lugar bem, bem distante. A gente complica! A gente faz confusão! E a vida é tão simples... Nossos amigos que nos perdoem por estarmos tão melancólicos (depressivos) em pleno dia de mais uma translação em vida. Será que é nossa idade pesando? Crise dos 30? Hehehehe... É não! Senão seria a crise dos 29/30... Crise demorada da moléstia! Sai dessa alma que te pertence, mas não te quer presente.

Agradecemos (não sabemos a quem) por estarmos vivendo, por termos novas oportunidades, por podermos recomeçar. Não somos tão mal agradecidos assim! Mas, nem sempre podemos manter o sorriso na alma, no rosto sim! Sabemos que temos muita coisa que vários gostariam de ter. Porém, não gostamos de comparações! Não temos que nos basear na "desgraça", na infelicidade alheia para nos sentirmos bem (isso é tão... pequeno). 

Sim, vocês não estão gostando desse texto de hoje (justo hoje). Nossos dedos são frenéticos, não podemos guardar tal sentimento apenas para a gente. Compartilhar, dividir ainda é um dos melhores remédios... Se a gente não consegue falar, a gente escreve. E os dedos estão querendo se aposentar! E agora?

É, é, é... Mais uma translação! Mais um ano! Mais uma oportunidade de recomeçar! Mais 30 velinhas! Desejamos felicidade plena aos nossos leitores! Amigos, amigas, amores, paixões, curiosos, "inimigos"... Enfim, felicidade para quem puder mantê-la consigo.

Mais um capítulo (29) que se encerra... Que venha o novo (30...)!!


*Ao (mundo) colorido... Não desista de você!

terça-feira, 21 de fevereiro de 2012

Amor(es)


E o coração inquieto resolveu falar e solicitou a presença dos dedos frenéticos. Pensar demais às vezes não é bom... Então, "despejamos" letrinhas!! Que graça teria a vida se não houvesse amor? Amor em suas diversas formas! Lembrando sempre que o amor pela vida é o mais importante!

Cabeça pensante e coração inquieto estão em comum acordo. É melhor arriscar viver um amor incomum, do que ficar lamentando que nada viveu. Porém, é preciso coragem, amor próprio e não pensar nos julgamentos alheios.


Alguns vão dizer... Vocês estão loucos? Talvez! Mas, uma coisa é certa... Viva as loucuras enquanto sente que elas não estão te fazendo mal e não julgue. Você só vai compreender um pouco do que o outro está vivenciando, no dia em que passar por algo parecido.


No entanto, o amor pela vida é sim o mais importante de todos os amores. Só assim você terá prazer em praticamente tudo o que está envolvido. Como já dissemos... Viva a simplicidade da viiiida! Vamos descomplicar nossos olhares, nossas interpretações, nossos relacionamentos (todos)... "Vamos viver tudo o que há pra viver, vamos nos permitir" (by Lulu Santos, rsrsrs)!


Viva em paz com suas escolhas!!!

quarta-feira, 8 de fevereiro de 2012

Simplicidade.


Cabeça pensante e coração inquieto estão a procura da simplicidade, sim... simplicidade! Estamos cansados de viver em um mundo onde tudo é vivido com diversos tipos de complicações. Muitas vezes vemos essas complicações como um desafio, que pode ser algo prazeroso ou nem tanto. Não queremos viver sem os desafios, eles tornam a vida mais empolgante! No entanto, estamos almejando aquela simplicidade onde as pessoas não tenham medo de dizer o que sentem umas pelas outras, que haja respeito aos sentimentos alheios (principalmente quando revelados), na qual as mentiras não sejam tão frequentes, os sorrisos sejam constantes, sejam criadas e distribuídas mais músicas e, consequentemente, existam mais danças, mais satisfação naquilo que escolhemos como profissão (trabalho)... Um sonho utópico? Talvez! Porém, do que adiantaria viver se não houvessem os sonhos? Qual seria o sentido, então?


Nós temos alguns sonhos, além desse acima citado. E esse ano acreditamos que a gente vá realizar boa parte deles ou quem sabe todos. De acordo com a  nossa simplicidade, nossos sonhos são singelos (rsrsrs), mas que requerem coragem! E é aí que a 'coisa pega'... É preciso mudar, enfrentar e se arriscar (às vezes mergulhar)!


Mudamos e não foi tão devagar (como pedem por aí: querida Clarice Lispector me perdoe). Acreditamos que as mudanças nem sempre devam ser lentas, pois o mundo está girando rápido demais e se você for com muuuuuuuuito zelo... Você vai ficar pra trás! Vamos com calma... Sim, vamos! No entanto, cuidado para não perder o foco, se perder no caminho ou perder as oportunidades que lhe são ofertadas.


Viva a simplicidade da viiiiida!!! Realize seus sonhos!!!!!! Não abra mão do seu sorriso!!! Não desista de ser feliz!!!!


*Ao meu (mundo) colorido: não desista!

sábado, 4 de fevereiro de 2012

Histórias e suas pontuações.

"Se a liberdade significa alguma coisa, será sobretudo o direito de dizer às outras pessoas o que elas não querem ouvir." (George Orwell)

É interessante ver como as histórias mudam com o passar dos anos. Algumas seguem adiante com amadurecimento, outras infelizmente retrocedem. Temos a convicção de que tudo na vida deve ser baseado no que vivemos no passado. O nome experiência vem a mente, não é? Mas, nem sempre a vida deve ter como norte o que se foi vivido, afinal nem toda história de vida se repete da mesma forma, então surge o 'nome' novas experiências.

Como dissemos na postagem anterior, as pessoas temem o novo. De fato por medo do que foi vivenciado no passado. Porém, cabeça pensante e coração inquieto ainda têm fé nas pessoas e como diz nosso amigo Vitor Pi, em sua música Tupi Fusão: "... Quem controla o passado tem o futuro à mão...". São poucos os que conseguem controlar o passado. Menor ainda é a quantidade dos que conseguem pontuar a história passada e continuar a viver feliz sob novo olhar. É difícil, no entanto fundamental! Muitos pensam que assim estão desistindo e não querem se sentir "o(a) responsável por tal pontuação (decisão)". Fraqueza? Talvez. Está mais para medo de mudança, do novo, de perder o 'porto seguro'. É mais cômodo saber que você está vivendo em um ambiente que você já conhece, do que enfrentar o desconhecido.

Insegurança. Palavrinha d-a-n-a-d-a! Nem sempre nos sentimentos seguros ao caminhar e isso, por vezes, é bem doloroso. Mas, o caminhar é necessário. O que fazer então quando a insegurança não nos deixa pontuar nossa história? Enfrentar! Ser forte e maduro o suficiente para admitir que um novo capítulo precisa ser escrito. Levando em consideração que em nossa história existem outros personagens e estes podem ser magoados devido a nossa falta de atitude, falta de segurança, medo de seguir adiante, medo de enfrentar novos desafios, medo de criar um novo capítulo, sem pensar demais no cap. que se encerrou.

Cabeça pensante e coração inquieto estão há alguns meses enfrentando diariamente novos desafios. Desafios estes que só nos foram ofertados devido as pontuações de nossa história. Devido a coragem que tivemos de assumir nossa história! Não sabemos se estamos escrevendo esse novo capítulo da forma correta... Mas, quem tem a "receita"? Ninguém! O importante é se sentir bem, ser feliz e distribuir alegria para cada personagem de nossa história.

Uma das melhores coisas que o ser humano pode fazer pelo outro é permitir que cada um seja aquele que gostaria de ser, sem machucar quem está ao seu redor (quem faz parte de sua vida).

Como diz a música "Não olhe pra trás" (Capital Inicial): "... Se não faz sentido, discorde comigo, não é nada demais...". Os dedinhos estão tão frenéticos que ainda não dormimos! O dia amanheceu e uma nova oportunidade de pontuar nossa história nos foi entregue. Vamos escrever novos e felizes capítulos?? "Vamu nessa!!"

*Ao meu (mundo) colorido que tanto estimo e amo! Esse capítulo está sendo escrito com zelo, admiração, respeito, dúvidas, lágrimas, sorrisos estampados, fé e persistência.

sexta-feira, 3 de fevereiro de 2012

Uma triste, porém comum, realidade!


Gostaríamos de respostas. Pq as pessoas (calma... Não são todas, mas a maioria infelizmente) quando não conseguem ser felizes com outra, ao invés de deixá-las seguir outro caminho (viverem felizes)... Ficam infernizando a vida delas e acabam se entristecendo? Não é pq fulano(a) viveu com sicrano(a) por muito tempo que esse(a) vai ser igual com beltrano(a). Sim, o caráter não muda! Mas, o jeito (atenção, respeito, carinho, amor) é possível, SIM! Sabemos que é difícil, mas cabeça pensante e coração inquieto gostam, de verdade, de ver até quem possa ter nos magoado feliz! Caso a pessoa permaneça no que se pode considerar um erro... É problema dela e de quem está em sua companhia! Não se machuque com uma vida que não faz mais parte da sua, com a vida de quem não é mais seu(sua) companheiro(a)!!! Porém, sabemos que quem ainda se fere com o estilo de vida do outro é pq acha q este ainda o "pertence". Triste conclusão! É o nosso velho "viva e deixe viver"... Seja feliz pensando em você mesmo(a), sem que para isto você saia machucando os demais! 

Quando um mundo novo lhe é oferecido, você pode temer pelas novidades que ele traz. Algo que não faz parte da sua rotina, do seu costume e até mesmo do seu conhecimento, por vezes, assusta! Você caminha lentamente... Desconfiando de quase tudo. Porém, continua a caminhar (é necessário). Levando sempre consigo a amizade, o amor, a esperança e a maldade, sim, maldade (ela nos faz abrir os olhos pra muitas coisas também). Você pode se sentir desnorteado! Mas, como todos dizem... É tudo fase, mais uma. É engraçado pensar que a vida é feita de fases, nós preferimos pensar que são capítulos, pois nos lembra livro, história e não jogo como a palavra 'fase' nos faz pensar. A cada capítulo surgem novas dúvidas, novos sonhos (desejos), novas descobertas, novas amizades. Sentimentos 'antigos', inseguranças, amizades, paixões também permanecem. Porém, a tudo isso cabe a você dar um 'novo' significado ou daaar um significado! Valorizar mais ou valorizar menos!

O mundo moderno caminha rápido e 'maluco' demais. Pessoas confundem e escondem sentimentos, cada dia mentem mais (para si e para os demais), difícil alguém se por no lugar do outro, o ser humano age como animal raivoso, os animais e a natureza suplicam pela compaixão do homem (quando o homem, que chegou depois, deveria respeitá-los)... É lamentável! Cabeça pensante e coração inquieto se sentem pequenos diante de tudo isso...

Difícil demais ver alguém desejando de coração a felicidade alheia, sem querer nada em troca. Distribua alegria e sorrisos, pois o retorno é óóótimo!! Vamos praticar o "desapego"? Vamos praticar o: "a felicidade só depende da minha vontade de ser feliz"? Vamos praticar o sorriso? Viva e deixe viver, sempre respeitando os sentimentos dos outros.

*Somos felizes, mas nem sempre estamos alegres. 

quarta-feira, 1 de fevereiro de 2012

Divulgação: sem fins lucrativos.

Super vale a pena conferir!!!!



A Trégua Acabou - Segunda Dentição

Vitor Pi convida Tonho Crocco + Vibrações + Yan Simou + Deejay Barao


Dia: 11 de fevereiro de 2012
Local: Orákulo (Jaraguá - Maceió - AL)


Na sequência... "RESSACA" A Trégua Acabou




Dia: 12/02/12
Local: Barroco Comedoria Show


Simbooooora!!!!

terça-feira, 31 de janeiro de 2012

Interpretações.


Que graça teriam os textos (imagens) se tudo o que fosse dito (mostrado) tivesse apenas uma interpretação? Adoramos o fato de existirem diversas cabeças pensantes (interpretantes... rsrsrs) mundo a fora! Achamos realmente lindo! Porém, temos que ter o cuidado de não gerar um conflito desnecessário.


Cabeça pensante e coração inquieto amam escrever (novidade, heim?!) Nossas mensagens servem para muita gente (nem imaginávamos tamanha repercussão) e nem sempre estamos falando da gente, mas de fato escrevemos pensando em alguém (ou 'alguéns'). Achamos uma delícia ler o que interpretam de nossas 'postagens'!


Amamos escrever o que vem de nós! Frases prontas ou músicas apenas quando for para complementar o que estamos dizendo. Por que a cabeça pensante tem sempre muito o que dizer, mas nem sempre tem a possibilidade de escrever. Às vezes é melhor calar os dedos frenéticos para que a escrita não se torne além do alcance... No entanto, sempre que sentimos que devemos, nós deixamos nosso registro!

domingo, 29 de janeiro de 2012

Continue a nadar!

Algumas pessoas falam demais e não vão em frente... Nós falamos de menos e seguimos SEMPRE em frente (antes que nos corrijam, nós 'escrevemos' muito rsrsrs).

Cansamos de ter medo de viver... Cabeça pensante e coração inquieto agora estão enfrentando vários tipos de desafios (com medo sim, mas encarando de frente). O medo é 'necessário', sim, sim... De fato! Mas, ele não pode fazer com que a gente pare no tempo, deixe de realizar sonhos (desejos), de aproveitar oportunidades que nos são ofertadas. Como disse John Lennon (segundo os internautas): "... Aceite o desconhecido e será uma viagem tranquila."


Vamos pontuar os nossos textos! Ponha o ponto final onde ele deve permanecer, a vírgula quando sentir que a ideia (desejo) não terminou, a reticência quando ainda houver algo a se dizer, mas que você não precise continuar 'falando' para que o outro entenda, a interrogação quando precisar obter respostas e a exclamação quando estiver bastante feliz!!! Vamos viver sem medo do que a vida tem nos ofertado!! Vamos escrever nossa história do jeito mais simples e prazeroso possível! Seja feliz!!

O coração inquieto está em festa e a cabeça pensante a mil por hora!!! "Vamu que vaaaamu"!


*Por que desistir de algo que nos faz bem? Nada de desistir!!

quinta-feira, 26 de janeiro de 2012

Borboletas, fiquem à vontade!


Eita, eita... Hoje é um dia especial para a cabeça pensante e o coração inquieto!!! Estamos bastante felizes com novas conquistas e com as borboletinhas que não param de bater as asas.

Esses últimos meses não estão sendo muuuuito fáceis, mas "a coisa" tá melhorando... Os olhinhos estão voltando a brilhar! A alegria está nos cercando novamente! Uhuuuuuuuu!

Nossa felicidade tem "nome"!!!!!!!! Começa com P e terminar com O........

Paixão!!!!! Paixão pelo meu (mundo) colorido, pela viiiida. Paixão esta que está se tornando amor verdadeiro, daquele que nos faz ter coragem de enfrentar obstáculos antes nunca imaginados.

Como é bom sentir as borboletinhas voando no "estômago"!!! Continuem a dançar (que a Dori não fique com ciúmes... rsrsrs)!!!! Que venham os novos horizontes para serem conquistados por nós!!!!!!!

Vamos cantar e dançar!!!!

"... É,
eu tô na vida é pra virar,
que a felicidade vem,
eu tô sonhando mais além

Não,
nem vim aqui me atazanar
Se eu tô rindo é pra você
Olha pro céu meu bem

É,
eu não fui feita pra fingir
eu tô ligada é no amor
que se tem pra viver..."

(Luisa Maita - Alento)

Sorria, meu bem!

Cabeça pensante inquieta.... Coração inquieto pensante... Dedos? Esses nem precisamos dizer... Eles (d)escrevem por si só!

Estamos animados com alguns acontecimentos e abusadíssimos com outros... A vida tem dessas misturinhas buliçosas, né? Mas, a gente não desiste de sorrir para ambos! Acreditamos (nos convenceram rsrs) que nosso sorriso tem poder! E que poder... 

É muito bom saber que pessoas gostam da nossa presença devido a energia que nós transmitimos a elas. Saber, também, que tem gente precisando de um simples sorriso e nós o ofertamos de graça. Cabeça pensante e coração inquieto sem sorriso "colado" no rosto, realmente, não é coisa normal de se ver. É que nós gostamos de ver os sorrisos alheios... Tem "arma" melhor, pra tirar cara feia e animar o dia, do que esta? Mas, ele tem que ser verdadeiro!!

Dizem por aí que o beijo vale mais que mil palavras (afff...), mas o sorriso vale muito mais!!!!! Esse a gente pode "doar" para todos ao redor e o danado tem um poder de cura incrível!!!! Põe um sorriso na tua alma!!!

Então, é isso! Cabeça pensante e coração inquieto continuarão sorrindo, porém no dia em que a gente não conseguir... Ficaremos muito felizes em receber o seu!



*Meu (mundo) colorido sabe me fazer sorrir demasiadamente. O sorriso permanece estampado!

Viva e nos permita viver!

Cabeça pensante e coração inquieto gostam muito de Clarice Lispector. Hoje resolvemos postar palavras que dizem muito (ou pouco, depende do leitor) e acreditamos que algumas pessoas irão se identificar, assim como nós nos identificamos!


"Já escondi um AMOR com medo de perdê-lo, já perdi um AMOR por escondê-lo.
Já segurei nas mãos de alguém por medo, já tive tanto medo, ao ponto de nem sentir minhas mãos. 
Já expulsei pessoas que amava de minha vida, já me arrependi por isso. 
Já passei noites chorando até pegar no sono, já fui dormir tão feliz, ao ponto de nem conseguir fechar os olhos.
Já acreditei em amores perfeitos, já descobri que eles não existem.
Já amei pessoas que me decepcionaram, já decepcionei pessoas que me amaram.
Já passei horas na frente do espelho tentando descobrir quem sou, já tive tanta certeza de mim, ao ponto de querer sumir.
Já menti e me arrependi depois, já falei a verdade e também me arrependi.
Já fingi não dar importância às pessoas que amava, para mais tarde chorar quieta em meu canto.
Já sorri chorando lágrimas de tristeza, já chorei de tanto rir.
Já acreditei em pessoas que não valiam a pena, já deixei de acreditar nas que realmente valiam.
Já tive crises de riso quando não podia.
Já quebrei pratos, copos e vasos, de raiva.
Já senti muita falta de alguém, mas nunca lhe disse.
Já gritei quando deveria calar, já calei quando deveria gritar.
Muitas vezes deixei de falar o que penso para agradar uns, outras vezes falei o que não pensava para magoar outros.
Já fingi ser o que não sou para agradar uns, já fingi ser o que não sou para desagradar outros.
Já contei piadas e mais piadas sem graça, apenas para ver um amigo feliz.
Já inventei histórias com final feliz para dar esperança a quem precisava.
Já sonhei demais, ao ponto de confundir com a realidade... Já tive medo do escuro, hoje no escuro "me acho, me agacho, fico ali".
Já cai inúmeras vezes achando que não iria me reerguer, já me reergui inúmeras vezes achando que não cairia mais.
Já liguei para quem não queria apenas para não ligar para quem realmente queria.
Já corri atrás de um carro, por ele levar embora, quem eu amava.
Já chamei pela mamãe no meio da noite fugindo de um pesadelo. Mas ela não apareceu e foi um pesadelo maior ainda.
Já chamei pessoas próximas de "amigo" e descobri que não eram... Algumas pessoas nunca precisei chamar de nada e sempre foram e serão especiais para mim.
Não me dêem fórmulas certas, porque eu não espero acertar sempre.
Não me mostre o que esperam de mim, porque vou seguir meu coração!
Não me façam ser o que não sou, não me convidem a ser igual, porque sinceramente sou diferente!
Não sei amar pela metade, não sei viver de mentiras, não sei voar com os pés no chão.
Sou sempre eu mesma, mas com certeza não serei a mesma pra SEMPRE! 
Gosto dos venenos mais lentos, das bebidas mais amargas, das drogas mais poderosas, das idéias mais insanas, dos pensamentos mais complexos, dos sentimentos mais fortes.
Tenho um apetite voraz e os delírios mais loucos. 
Você pode até me empurrar de um penhasco q eu vou dizer: 
- E daí? EU ADORO VOAR!"

(Clarice Lispector)

terça-feira, 24 de janeiro de 2012

Liberdade de expressão.

Hoje a cabeça pensante e o coração inquieto farão homenagem a 5 pessoas (indireta e diretamente).

Um bom amigo certo dia fez uma poesia em homenagem ao Professor Paulo Bandeira (pessoa de grande coração, que tivemos - cabeça pensante e coração inquieto - o privilégio de conhecer pessoalmente). Poesia esta que um dia ele "transformará" em uma de suas magníficas e reflexivas músicas. Estamos aqui falando de Vitor Pi ou como ele se auto-denomina: "poeta, um intelecto nervoso". O que nós concordamos demasiadamente!

Cabeça pensante e coração inquieto tiveram a ousadia de apresentar para a família de Bandeira a poesia em questão (Vitor Pi ainda não teve a oportunidade devida) e melhor retorno não poderíamos ter recebido: "Adoramos a poesia, podemos divulgar???" Divulguemos, então!!!!


Bandeira


Em homenagem ao professor Paulo Bandeira, assassinado em 2003 no município de Satuba - AL por denunciar um desvio de verba pública que iria ser investida em educação. É assim que eles nos querem, calados. Contrariando seu querer, eis-me aqui:

Militares, parlamentares, envolvidos
Num ato ilícito
De geração em geração, coronelismo
Passam por cima da lei sem altruísmo
Mas eles são a lei num universo fictício
No convívio dos suínos eles são reis
Sempre que preciso nunca é a minha vez
Nunca é a nossa vez, não temos vez
Nada vezes nada dá nada
Tudo para os outros, nada para nós
Viva a voz, a voz de Zapata
Que desata o nós da garganta
Que desata os nós da gravata
Não há necessidade de gravata pra quem canta a liberdade
A verdade se alcança sem farda!

PAULO, NÃO DÁ BANDEIRA, NÊGO
NÃO REVELA O SEGREDO
PRO SEU FILME NÃO QUEIMAR


Ele amassa, tu bate
Ele ama Satuba

Grandes crimes, pequenas cidades
Passam batidos aos olhos da sociedade
Assassinato cometido por causa de um achaque
Por achar que prevalece a impunidade
O professor no papel de educador nos ensinou
Lute sempre a favor da verdade
Pra tocar fogo, uma denúncia:
Desvio de verba pública
Pra tocar fogo na denúncia
Um passeio pela cana-de-açúcar
Prefeito A, parlamentar X
Encheram de dinheiro os bolsos
Na sala de aula nem um giz
Pra traçar dessa miséria um esboço
Vai no esforço do formador de opinião
Preparar para a vida, educação
Vem comigo, vem
Estou do lado do bem
Qualquer dia queimam meu filme também
Mas vale a pena morrer lutando
Pelo que não vale a pena viver sem
“Não quero vingança, quero justiça”
É a melhor das alternativas
“Não quero vingança, quero justiça”
Palavras da mulher da vítima


PAULO, NÃO DÁ BANDEIRA, NÊGO
NÃO REVELA O SEGREDO
PRO SEU FILME NÃO QUEIMAR


Vitor Pi - http://manifestopi.blogspot.com/ (Domingo, 28 de fevereiro de 2010)


A paz não pode ser silenciada! "Pois paz sem voz, não é paz, é medo" (O Rappa - Minha alma: a paz que eu não quero)

segunda-feira, 23 de janeiro de 2012

Tempos modernos demais (??)


Por gentileza senhores cientistas, super intelectuais e coisas afins... Inventem logo a máquina do tempo!!!! O coração inquieto e a cabeça pensante gostariam bastaaaante de usaaarrr uma, AGORA! O presente é um presente e blá blá blá, mas nosso passado, não muito distante, nos deixa tão sorridentes... Então, queríamos ele de... presente (nem que fosse apenas por um dia). Mas, a gente já entendeu... PASSOU! Não queríamos ser apenas mais um coração e uma cabeça (somos: inquieto e pensante). No entanto, hoje estamos nos sentindo assim...

Cabeça pensante e coração inquieto estão numa arenga só!


Cabeça pensante: - Seja mais racional, coração!
Coração inquieto: - É que gosto tanto...
Cabeça pensante: - Vc é tolo, se machuca com facilidade!!
Coração inquieto para por alguns segundos... minutos, talvez...
E diz: - A culpa é sua que não sabe me guiar!!!
Cabeça pensante: - Minha? Talvez... Acredito que nossa.
Coração inquieto: - Pouco me importa agora de quem seja a culpa... Quero parar de sentir dor! Essa conversinha de que eu não a sinto é apenas para ludibriar!
Cabeça pensante: - E você acha que eu também não a sinto? Quando você se machuca, quem fica a mil por hora sou eu... O pior, não me concentro em nada produtivo (de fato).
Coração inquieto: - Desculpe-me por ser assim...
Cabeça pensante: - Você não tem que ser desculpar, os 'externos' é que precisam parar de NOS machucar! E nós precisamos, apenas, ficar mais atentos e mais fortes.


Enfim... A fonte precisa secar ou vamos perder mais uns 2kg!


Acreditamos que o amor também fica!

*AMO meu (mundo) colorido! Precisamos manter nosso sorriso sempre estampado!